domingo, 27 de abril de 2014

ENTREVISTA COM MILENA CAETANA MÃE DE ERIKA

 Entrevistada de hoje é Milena Caetana mãe de Erika de 8 anos

                                  ''Erika é meu amor , minha vida e minha inspiração.''
                                     Milena Caetana



Como descobriu que sua filha é autista?
Quando a Erika nasceu não percebi nada de diferente em seu comportamento .Aos dois anos de idade comecei a achar estranho o atraso da fala dela , foi então que fui em busca de descobrir o porque do atraso

Quando obteve o laudo?
Primeiro fui ao pediatra , ela passou exames mas que não mostravam nada, ,disse que as vezes umas crianças demoravam a falar mesmo , mas não mencionou nada sobre o autismo.Mesmo assim não tive sossego , minha filha estava crescendo e não falava , isso estava me deixando preocupada , fui procurando outros médicos mas ninguém me direcionava um caminho certo .Quando ela tinha quatro anos marquei uma consulta com um Neurologista que diagnosticou o autismo.Não fazia ideia do que se tratava , tinha que levar minha filha para fazer inúmeras terapias que desconhecia totalmente , mas que ajudariam muito ela.

Como conheceu o Mupa?
Através da minha prima Lucinete , que conhecia Josy Crisostomo (uma das primeiras participantes que ajudou na fundação do Mupa) , ela vai fazer uma visita em minha casa junto com a Psicopedagoga Socorro(Presidente e Fundadora do Mupa) e Jéssica ( uma das primeiras participantes que ajudou na fundação  do Mupa), estava muito triste com o diagnóstico da minha filha , não sabia o que fazer , como iria continuar , mas tive muita força vindo dessas três guerreiras , nelas vi que minha situação poderia mudar , que com muita luta , fé e amor tudo era possível superar.

Quais terapias ela realiza na ONG?
Ela já fez Ginástica com a Educadora Física Carla Mota , Natação com e Educador Físico Luiz e atualmente está com a Psicopedagoga Lucicleide , na próxima semana iniciará outra atividade.

                                     
Quantos anos ela participa?
Estou a tres anos fazendo parte desse grupo como o próprio nome diz ''Mãos Unidas pelo Autismo" é o que somos todos os dias , sempre estamos juntas pro que der e vier .Existe um antes e depois da Erika , tais mudanças pra melhor é claro foram graças ao Mupa com seus profissionais empenhados em ajudar nossos anjos Azuis.

Indique um filme sobre Autismo ? E cite a melhor cena?
Amo de paixão um filme chamado Temple Grandin , uma das cenas que mais marcaram em minha memória foi quando Temple , ainda jovem , entrou em crise na escola por conta das pessoas que tinham preconceito com ela e faziam bulling com a mesma . Ela chegou em casa com a mãe (ainda em crise) e sua mãe desabou em lagrimas .Aquela cena é muito forte em minha mente .

Ser mãe de autista é....
É sempre estar atenta a tudo , dar o máximo de você para lutar contra todos os obstáculos que vierem e ter muito , muito amor.Erika é meu amor , minha vida e minha inspiração.
                                       
Deixe um Recado para as Mães
As mães que estão descobrindo esse novo mundo em seus filhos ,tenham paciência , amor e fé em deus .Coragem mães !!!Não se incomodem com olhares alheios , seu filho foi um presente enviado por deus .Nunca , jamais desistam .

                                            

Milena Caetana, Edinaldo Ponce, Erika Souza 08 anos,irmãos : Yasmin 12 anos , Milena Janine 20 anos e Edinaldo Filho 11 anos


Entrevistada por Priscila Amarante

quinta-feira, 24 de abril de 2014

ENTREVISTA COM CRISTIANI FERREIRA MÃE DE IZABELLA





  ENTREVISTA COM CRISTIANI FERREIRA MÃE DE IZABELLA 


Iniciaremos uma série de entrevistas com pais e profissionais contando suas histórias e experiencias , nos contando um pouco como é a rotina de pessoas que convivem com os autistas.


Nossa primeira entrevistada é Cristiani Ferreira mãe de Beatriz 08 anos
 Izabella Luiza (Autista) de 06 anos.

''São  crianças que precisam dos nossos lábios pra dizer a sociedade que eles precisam ser respeitados e ter um tratamento melhor"
Cristiani Ferreira


QUANDO DESCOBRIU O AUTISMO NA SUA FILHA ?COMO FOI?

Bom eu achava estranho a demora da fala e levei a pediatra mas ela disse que era normal pelo fato de algumas crianças não verem a necessidade de falarem e buscarem o que querem.Falamos a ela que Bella não os dava atenção as vezes.Meu pai veio de Santarém e notou algo diferente nela , então fomos em um otorrinolaringologista.Depois fomos a uma psicologa que disse que havia suspeita dela ser autista.Eu nem sabia o que era isso , Bella tinha 3 anos.
Nossa foram dias sem dormir , comer .Mas fui devorar informações na internet , e parece que a cada coisa que lia via a Bella .Fui digerir tudo e procurar ajuda , precisava conhecer outros autistas , conhecer pessoas que estavam passando pelo que estava passando.


VOCÊ A LEVOU AO MÉDICO E TEVE O DIAGNÓSTICO?COM QUAL IDADE?

Sim a Neuropediatra , 04 anos


FORAM INDICADAS TERAPIAS?QUAIS?

Foram indicadas terapias que a fizesse gastar energia como :natação e ginástica e procurar o Fonoaudiólogo.


E QUANDO ELA INICIOU?

Há 02 anos , ela fez estimulação essencial em um  Complexo de Educação Especial 
                                 

QUANDO CONHECEU O MUPA?

Pela internet , participei das reuniões realizadas na escola , dia de domingo .
No Mupa encontrei amigos que levo até hoje , pessoas que compreendem nossos anseios nossas tristezas e inseguranças .


QUAL ATIVIDADE ELA REALIZA NO MUPA E COM QUAIS PROFISSIONAIS?

Primeiramente foi atendida pela Psicopedagoga Socorro e com a Fonoaudióloga Karina ,hoje é atendida pela Educadora física Carla Mota , na próxima semana ela iniciara outra terapia.




QUAL A IMPORTÂNCIA DO MUPA PARA VOCÊ?

Nossa com o Mupa aprendi a viver um dia de cada vez .Acreditamos que a Bella só tem a crescer , hoje faço coisas com ela que no passado não faria como : andar no shopping, cinema , parque de diversão . Só tenho a agradecer porque pessoas do  corpo docente do Mupa tem filhos autistas , sabem come realmente é um autista.

QUAIS OS BENEFÍCIOS QUE AS TERAPIAS TROUXERAM PARA SUA FILHA?

São  crianças que precisam dos nossos lábios pra dizer a sociedade que eles precisam ser respeitados e ter um tratamento melhor.
É direito deles , eu aprendo muito mas com a Bella do que ensino .Ela literalmente mudou minha vida MINHA JOIA RARA , pronto falei .


DEIXE UM RECADO PARA AS MÃES DE AUTISTAS.

Viva um dia de cada vez pois o amanha a Deus pertence , então creia que o amanhã será melhor pois Deus não lhe deu um filho autista por acaso , quer lapidar algo.



Cistiani com as filhas Beatriz e Isabella




entrevistada Por Priscila Amarante

Termo de Fomento